O Nascimento de
FRATER PERDURABO.
0 = 0 a 4 = 7

Tendo obtido sua liberdade, ele foi bastante sensato para não perder tempo em gozá-la. Durante os anos de sua infância e adolescência fora privado de toda a literatura inglesa, com exceção da Bíblia; e assim empregou seus três anos em Cambridge na reparação deste defeito. Estava também se preparando para o Serviço Diplomático, pois o falecido Lord Salisbury e o falecido Lord Ritchie haviam se interessado pela carreira dele, e lhe prometido nomeações. Em outubro de 1897 sua percepção dos males da assim chamada “religião” vigente foi-lhe bruscamente relembrada, e ele experimentou um trance em que percebeu a completa tolice de toda ambição humana. A fama de um embaixador raramente dura mais de um século. A de um poeta é quase tão efêmera. A terra mesma deve algum dia perecer. Ele tinha, portanto, que construir usando algum material mais permanente. Esta percepção o impeliu ao estudo da Alquimia e da Magia. Escreveu ao ator de O Livro da Magia Negra e dos Pactos, um americano pomposo chamado Arthur Waite, notório pelas afetações e obscuridades do seu estilo, e pelo sentimentalismo confuso do seu misticismo 1). Mr. Waite recomendou ao seu correspondente que lesse um livro chamado A Nuvem sobre o Santuário.

Seu gosto pelo alpinismo se tornara uma poderosa paixão, e ele estava escalando na Cumberlândia quando conheceu Oscar Eckenstein, talvez o maior alpinista de seu tempo, com o qual ele estava destinado a praticar escaladas até 1902 e.v.

No verão, um grupo foi formado para acampar na Geleira Schömbul, ao pé do Dent Blanche, como treino para uma planejada futura expedição ao Himalaia. Durante as semanas na geleira, onde o mau tempo era contínuo, estudou assiduamente a tradução, por S. L. Mathers, de três livros que formam parte da Kabbalah Denudata de von Rosenroth. Em uma de suas descidas a Zermatt, encontrou um farmacêutico ilustre, Julian L. Baker, que estudara Alquimia. Perseguiu esta pista através do vale, e fez Baker prometer que se encontraria com ele em Londres no fim da estação, e o apresentaria a outras pessoas interessadas em ocultismo. Isto ocorreu em setembro; através de Baker, entrou em contato com outro farmacêutico, chamado George Cecil Jones, que o apresentou à Ordem Hermética da Aurora Dourada. Progrediu rapidamente nesta Ordem, e na primavera de 1900 e.v. era o seu chefe na Inglaterra 2). Os detalhes deste período devem ser estudados em O Templo do Rei Salomão, onde se encontra uma descrição circunstanciada da Ordem. Nesta Ordem conheceu um certo Allan Bennett, Frater Iehi Aour. Jones e Bennett eram ambos verdadeiros Adeptos de alto grau 3). Bennett veio viver com ele em seu apartamento, e juntos executaram muitas operações de magia cerimonial. Allan Bennett sofria de asma, e transferiu-se para o clima mais clemente do Ceilão no fim de 1899 e.v. Foi ao ingressar nesta Ordem que nosso biografado assumiu o moto de “Perdurabo” – “perdurarei até o fim”.

Em julho de 1900 e.v. foi para o México, e lá dedicou seu tempo inteiramente a uma prática contínua de Magia, no que obteve extraordinário sucesso 4). E então…


Anterior | Índice | Próximo

1)
Este gosmento empresário, apresentado uma Ísis asmática na Ópera “Bull-Frogs”, insinuara em seu prefácio que conhecia certos santuários ocultos onde a Verdade e a Sabedoria eram ciosamente guardadas por um corpo de Iniciados, para serem concedidas apenas ao postulante que se provasse digno de partilhar dos privilégios destes.
2)
N.T.: Nomeado pelo então chefe internacional, S.L. Mathers; mas violentamente oposto pelos outros membros, invejosos de sua promoção rápida, e rebelados contra Mathers. Veja Liber LXI, “A Lição de História”, pág. 7-22.
3)
N.T.: O Motto de Jones como Adeptus Exemptus foi D.D.S.
4)
Veja-se Equinox I, No 3, para um relato resumido desse período. Podemos mencionar de passagem que ele invocou certos Deuses, Deusas e Espíritos a aparição visível, aprendeu como curar doenças físicas e morais, como se tornar invisível, como obter comunicações de fontes espirituais, como controlar outras mentes, etc.


Thelema

Se você achou esse material útil ou esclarecedor, você também pode se interessar por:

Trademark

Ordo Templi Orientis, O.T.O., e o design do lámen da O.T.O. são marcas registradas da Ordo Templi Orientis.

Copyright

Todos os direitos autorais sobre os materiais de Aleister Crowley são detidos pela Ordo Templi Orientis. Este site não é um website oficial da O.T.O., nem é patrocinado ou controlado pela Ordo Templi Orientis.

O texto deste material de Aleister Crowley só foi disponibilizado aqui para uso pessoal e não-comercial. Este material foi disponibilizado aqui de uma maneira conveniente e pesquisável como um recurso de estudo para os aspirantes procurando por ele em sua pesquisa. Para qualquer uso comercial, por favor contate a Ordo Templi Orientis.