Liber Testis Testitudinis vel ע ד sub figurâ LXXIV

Liber Testis Testitudinis
vel ע ד
sub figurâ LXXIV

Liber Testis Testitudinis vel ע ד sub figurâ LXXIV
Sigillum Sanctum Fraternitatis A∴A∴

Publicação da A∴A∴
em Classe D.


11. Que ele vincule-se Magicamente por um Juramento, uma vez que ele é o Telesma e o Pantáculo de sua própria Natureza por Vontade. E sua Palavra é a Expressão de si; portanto que a sua Palavra Testemunhe a ele próprio.

10. Agora, em seguida, vendo que ele é do Reino de Deus, uma Estrela no Corpo de Nuit, em cujo núcleo flameja Hadit; que ele não profira nenhuma Palavra onde não Testemunhe o Reino de Deus, que é para ele como a Carapaça é para a Tartaruga.

9. Além disso, seu Fundamento é Deus, o Equilíbrio da Mudança e Estabilidade; portanto que cada Palavra dele seja diversa em Forma, mas uma em …….., Testemunhando a Deus.

8. Agora, porque o Esplendor de Deus é a Luz do Universo, que ele em cada Palavra Testemunhe este Esplendor. No entanto, porque os ouvidos dos homens são maçantes, ele deve velar o Esplendor da sua Palavra, escondendo o seu Pensamento no discurso comum, mesmo após a Forma deste Livro.

7. Além disso, que a Graça de Deus que é Amor, e veste-O como se com um traje, preencha o seu discurso com delicadeza e suavidade de tom, para um Testemunho do Amor.

6. Além disso, estando perpetuamente consciente da Beleza do Universo e de sua Harmonia, sendo fixado (pode ser um algo) na Visão Beatífica, que ele seja constante para Testemunhar o Prazer e Êxtase disso em toda Palavra que possa expressar.

5. Ó, meus irmãos! que Ele exalte o Poder de Deus e Testemunhe a isto em toda Palavra; pois é a Cegueira da Irmandade Negra que não percebe Seu Julgamento, que ele é Onipotente e Infalível. Seja, portanto, cauteloso e alerta, castigando cada Infração de teu Juramento do Modo demonstrado no Nosso Livro, cujo Número é Três.

4. Que ele esteja consciente do Símbolo Manifesto do Pai-Mãe no Céu chamado Justiça, e testemunhe em toda Palavra aquela Misericórdia e Magnificência; jubiloso em espírito, glorificando a Deus.

3. Que sua Palavra Testemunhe a Compreensão de Todas as coisas, conforme é ensinado na Cidade das Pirâmides sob a Noite de Pan.

2. Que sua Palavra Testemunhe a Sabedoria que enquadrou tudo dentro de si mesma ante estas Manifestações citadas, exaltando em sua própria Vontade de Criação, que é igualmente Parte e Tudo disto.

1. Que sua Palavra Testemunhe a Existência de Deus dentro e fora Dele; pois não há nada no Universo que não seja Deus.

0 Finalmente, porque a sua Palavra é o próprio Deus, como declarei, que nesta Prática ele não preocupe-se em manter Silêncio, mas sim em multiplicar seu discurso, tanto com o preguiçoso quanto com o consagrado, respondendo também ao curioso e não apenas ao verdadeiro aspirante; de modo que seu Testemunho possa partir para o mundo, como uma nova Estrela subitamente flamejando nos Céus, excitando seus Semelhantes que são a Semente de Deus; sim, em verdade, a Semente de Deus.

Traduzido por Frater S.R. em 2009


Thelema

Se você achou esse material útil ou esclarecedor, você também pode se interessar por:

Trademark

Ordo Templi Orientis, O.T.O., e o design do lámen da O.T.O. são marcas registradas da Ordo Templi Orientis.

Copyright

Todos os direitos autorais sobre os materiais de Aleister Crowley são detidos pela Ordo Templi Orientis. Este site não é um website oficial da O.T.O., nem é patrocinado ou controlado pela Ordo Templi Orientis.

O texto deste material de Aleister Crowley só foi disponibilizado aqui para uso pessoal e não-comercial. Este material foi disponibilizado aqui de uma maneira conveniente e pesquisável como um recurso de estudo para os aspirantes procurando por ele em sua pesquisa. Para qualquer uso comercial, por favor contate a Ordo Templi Orientis.

  • Esta página foi modificada pela última vez em: 2017/09/27 16:34
  • por John Bell